Crítica | YOU (1° TEMPORADA)

YOU – Netflix

Nesse exato momento alguém pode pegar o celular e descobrir o que você está fazendo ou fez durante o dia, junto de outras informações, como os locais que frequenta e amigos, traçando facilmente um perfil. Sem problema, certo? Não quando esse alguém de forma obsessiva usa de todos esses dados para se aproximar e se relacionar com você, aquele que chamamos de stalker e YOU, a nova série no vasto catálogo da Netflix se passa pelo olhar de um deles.

Produzida e lançada pelo canal Lifetime em 2018, a série baseada no livro homônimo de Caroline Kepner, logo foi cancelada, mas assim como muitas outras produções salvas pelo serviço de streaming, ganhou uma nova chance para a felicidade de quem clama por boas narrativas.

YOU-on-netflix

Na trama, acompanhamos Joe (Penn Badgley), aparentemente um pacato gerente de livraria e como ele constrói seus relacionamentos amorosos, fazendo com que pareça tudo uma grande coincidência ou o próprio destino, dedicando a maior parte de seu tempo observando e estudando seu atual interesse, que nesse caso é a jovem escritora Beck (Elizabeth Lail), uma mulher interessante e centrada em sua carreira.

Diferente de grande parte das obras literárias que ganham adaptações para o cinema ou TV, o maior diferencial de YOU é não abandonar a narrativa em primeira pessoa, que comumente é levada por meio da subjetividade. Aqui não só acompanhamos toda a trajetória pelo olhar dele, como sabemos exatamente o que o mesmo está pensando e graças ao afiadíssimo roteiro nos encontramos dentro da cabeça do personagem, o que muitas vezes se torna agoniante.

A cada decisão tomada por ele, que é muito bem interpretado pelo ator Penn Badgley (Gossip Girl), é possível decifrar mais de sua identidade, seja por meio de flashbacks de um passado abusivo ou pela forma paternal que trata o pequeno Paco (Luca Padovan), suas escolhas muitas vezes podem parecer cabíveis, assim como sua necessidade em ser amado.

Em meio a relacionamentos triviais, uma amizade obsessiva e segredos que tenta guardar até mesmo de si, Beck mostra ser muito além daquilo disponível em suas redes sociais, grande mérito a Elizabeth Lail, que entrega uma personagem com tantas camadas e segredos quanto o protagonista.

YOU

Com auxílio de pequenas subtramas, como a de Peach Salinger (Shay Mitchell), melhor amiga de Beck, a obra mantém um ótimo ritmo e mesmo que em determinados momentos decisões sejam banalizadas ou relevadas de forma um pouco incômoda, não te faz perder o foco.

Repleta de suspense, YOU é o tipo de série que não foge daquilo que é proposto, tão corajosa quanto imprevisível, vai até as ultimas consequências (assim como Joe) para mostrar como a obsessão funciona e por mérito já garantiu sua segunda temporada!

 

Wellington Torres
Jornalista em construção, nerd, mutante e apreciador de História em Quadrinhos
café expresso

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.