Resenha de Despertar, de Octavia E. Butler

A Terra como conhecemos acabou. Ela foi destruída e reconstruída por alienígenas que curiosamente, salvou boa parte da humanidade. Lilith é uma mulher que foi reanimada artificialmente para poder ser a líder da humanidade que terá que sobreviver em uma Terra pós-apocalíptico. Começando tudo do zero. Mas e quando nem ela confia nos salvadores alienígenas?


Editora: Morro Branco Despertar, de Octavia E. Butler
Páginas: 352
Ano de publicação original:

Sinopse:

Há vida inteligente lá fora e é ela que salva a humanidade de si mesma.

Quando Lilith Iyapo desperta após 250 anos de animação suspensa, descobre que o planeta Terra e os seres humanos sobreviventes de uma guerra catastrófica estão sob a guarda dos Oankali, uma espécie alienígena com habilidades e tecnologias tão impressionantes quanto sua aparência é repulsiva.

Lilith foi escolhida para despertar e preparar outros seres humanos para finalmente retornarem ao planeta natal. A Terra está novamente habitável há pouco, porém em condições bem diferentes do que conheciam. Assim, os humanos precisarão desenvolver suas habilidades de sobrevivência, enquanto Lilith terá que superar as próprias suspeitas para liderá-los nessa nova etapa – além de decidir se vale a pena andar sobre a linha do que nos define como humanos.


O Despertar é o primeiro livro da saga Xenogênese em que Octavia E. Butler narra a aventura de Lilith Iyapo que após um longo período em animação suspensa, consegue ficar mais tempo acordada em sua cela estranha. Aos poucos, ela é informada de sua situação e tem um primeiro contato em anos e anos com os falados alienígenas. Eles possuem peculiaridades que a mente de Lilith precisou de tempo para se acostumar e conseguir lidar com tanta informação.

Despertar octavia e. butler

Com o tempo, a humana precisa descobrir o que consegue com os bondosos alienígenas que tentam instruí-la sobre a situação dela, anatomia alienígena, como funciona a nave deles e, além disso, como sobreviver no momento em que ela e outros humanos voltarem para a Terra. Debates sobre o tratamento alienígena que tem boas intenções, mas que pode ser indigno e degradante de acordo com a perspectiva utilizada, faz com que a narrativa seja carregada em tensões e tensões.

O relacionamento de Lilith com outros humanos não é mais fácil. Ao despertar de maneira sistemática as pessoas com as quais ela quer ensinar o que aprendeu e contar com ajuda, a protagonista descobre que nem todos lidam com novas informações como ela espera ou experimentou. Os humanos já perderam antes e, agora, precisam lidar com um cativeiro totalmente diferente e buscar reconstrução. Entretanto, confiança é algo que não se desenvolve fácil…

A californiana Octavia Estelle Butler escreve com realismo mesmo se tratando de uma história sobre fantasia e ficção científica. Toca em temas que não são tão desenvolvidos assim em grandes histórias do gênero, provando ser diferente não só no merchandising da editora, mas na prática mesmo. Dificil ver uma história em que os alienígenas não queiram dominação territorial, porém sim, genética. Onde mais você veria uma relação sexual consensual entre uma humana e um alienígena? A Dama da Ficção Cientifica nos surpreende mais uma vez com este Despertar bem idealizado e escrito.

Octavia E. Butler Biografia
Biografia de Octavia E. Butler pela editora.

Caíque Apolinário
Administrador, Podcaster, host e Resenhista. Escritor em conjunto com Raquel Cortez Machado do livro publicado pela editora Constelação, "Nas Sombras da Mente" e "Luz e Sangue"; além de estar presente na coletânea Slasher, Gore & Thriller da editora Andross.
Café Expresso

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.