Resenha de Fogo & Sangue, de George R. R. Martin

Deem uma polida em suas armas, alimentem bem seus dragões e se protejam de servos ileais para adentrar este mundo de Westeros desde Aegon, o Conquistador. Traições, conquistas, mortes, alianças e inimigos irão te rodear enquanto respirar.


Ano de publicação original: 2018 Fogo & Sangue, de George R. R. Martin
Páginas: 664
Editora: Suma

Sinopse:

Séculos antes dos eventos de A guerra dos tronos, a Casa Targaryen – única família de senhores dos dragões a sobreviver à Destruição de Valíria – tomou residência em Pedra do Dragão. A história de Fogo e sangue começa com o lendário Aegon, o Conquistador, criador do Trono de Ferro, e segue narrando as gerações de Targaryen que lutaram para manter o assento, até a guerra civil que quase destruiu sua dinastia.
O que realmente aconteceu durante a Dança dos Dragões? Por que era tão perigoso visitar Valíria depois da Destruição? Qual é a origem dos três ovos de dragão que chegaram a Daenerys? Essas são algumas das questões respondidas neste livro essencial, relatadas por um sábio meistre da Cidadela.
Ricamente ilustrado com mais de oitenta imagens em preto e branco assinadas pelo artista Dough Wheatley, Fogo e sangue dará aos leitores uma nova e completa visão da fascinante história de Westeros – um livro imperdível para os fãs do autor.


Fogo & Sangue é um livro de muitas e muitas páginas nos contando a história de aproximadamente 300 anos de dinastia Targaryen desde o primeiro Rei dos Sete Reinos, Aegon I até Aegon III, o Rei Arrasado. Isso talvez incomode algumas pessoas, que irão ler tantos nomes, tantas histórias, e não chegarão até o final, com Aerys, o Rei Louco.

Resenha Fogo e Sangue George R. R. Martin

Entretanto, você verá um livro histórico que te prenderá até o seu final. A escrita de George R.R. Martin continua viciante, te fazendo sofrer por algum personagem, ao mesmo tempo torcer pela morte de outro.

E as artimanhas para se fazer isso são notórias: O livro é tratado como um livro dentro do livro, George R.R. Martin transcreveu um grande manuscrito de um arquimeistre da Cidadela, nos fazendo próximos daquilo e gerando alguns truques: Quando o autor quer detalhar algo com diálogos e descrições de ação, ele coloca septões, meistres e algum personagem icônico que irá escrever sobre aquilo posteriormente. Quando quer gerar ambiguidade, ele diz então que não há escritos sobre o que ocorreu.

Existem situações em que ele burla estas próprias regras, descrevendo batalhas sem ter escrito algum, ou simplesmente, contando com deduções sobre acontecimentos, para te deixar bem situado na bagunça que ocorre em Westeros.

Fogo & Sangue é um livro diferente sobre uma saga que tem ainda muito ao que nos falar, com grandes segredos para serem revelados sobre o que acontece depois do reinado do Rei Arrasado. Este é apenas o Volume 1 de uma série de livros que deve detalhar muito bem o mundo que tanto amamos saber mais. Porém, a pergunta continua: Cadê Ventos do Inverno?

Caíque Apolinário
Administrador, Podcaster, host e Resenhista. Escritor em conjunto com Raquel Cortez Machado do livro publicado pela editora Constelação, "Nas Sombras da Mente" e "Luz e Sangue"; além de estar presente na coletânea Slasher, Gore & Thriller da editora Andross.
Café Expresso

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.