Feliz ano novo!

Acaba de passar o Natal e todos estão cheios até a tampa das comidas maravilhosas que são típicas dessa época, vem chegando a passagem de ano e começa tudo outra vez.

Tudo muito bom, mas eu tenho sérios problemas com as comidas de fim de ano.

Azeitonas e uvas passas eu odeio, e estão por todos os lados. Arroz com passas, maionese com passas e azeitonas, farofa com passas e azeitonas, pudim de leite condensado com passas e azeitonas, coca-cola com passas e azeitonas… Graças a Deus que ninguém mexe com a receita do tender, meu preferido, aí posso comer à vontade.

Começam a chegar os parentes: cada figura, tem pra todos os gostos, vão chegando e formando suas rodinhas, um não fala direito com o outro, e então começam a reparar nas roupas, por que a tia Cotinha esta toda de vermelho? Agora que chegou aos oitenta e dois anos vai querer um amor para 2018?

A tia Berna, está inteira de amarelo, parece uma bisnaga de mostarda, esta na cara que está cheia de dividas e implorando por dinheiro.

O tio Júnior inteiro branco, quase, na verdade, já que cada branco sua tonalidade, a camisa está mais para cinza, a calça quase beje, certeza mesmo só o sapato branco que pegou emprestado do vizinho enfermeiro.

Quando tudo parece não ter como piorar, vem a tia Janira, calça verde de legging (segundo ela esperança), blusa branca (paz), um coletinho dourado, mais puxado para o marrom (dinheiro) e uma botinha, e eu não quis imaginar a cor da calcinha…

Toda cheia de cores e significados, mas na verdade, ela parecia mesmo o Shrek.

bio PUERTO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.